quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Um dia de cada vez!

Já pensaste que em cada palavra que dizes, em cada gesto, em cada movimento está um bocadinho de ti? Mas será que pensas sempre antes de agir? Já pensaste como desperdiças pedaços teus em cada reacção mal intencionada?
Hoje em dia cada vez menos se para pensar um segundo, pensamos sempre que existem palavras capazes de apagar os nossos gestos. Mas não, não há!
Fui deixando algumas pessoas ao longo da minha vida, e hoje sou capaz de me lembrar delas se passarem por mim na rua, mas sou incapaz de sentir uma ponta de saudade que seja. Fui conhecendo outras, algumas ficaram e outras deixei-as ir! Talvez pudesse ter lutado para as manter comigo, mas como não o fiz elas foram embora e de vez. Isso só me mostra que não eram realmente peças da minha vida, porque se fossem teriam feito o esforço que eu não tive coragem de fazer.
Quantas vezes já nos apeteceu deitar tudo a perder por uma única pessoa? Mas minutos a seguir percebemos que nem isso são capazes de perceber, preferem ignorar a realidade e desistir. Afinal, tudo que é fácil é menos cansativo. Começamos com os nossos discursos a tentar explicar-lhes que essa não é a melhor atitude e que se deve lutar pelo que nos faz feliz. Mas enquanto nós perdemos tempo a dizê-lo em cinco ou seis linhas, a resposta que vem do outro lado é sempre uma ou duas palavras. Ficamos fartos dessas respostas directas e sem o mínimo de respeito por nós, e só aí é que percebemos a figura que andamos a fazer. Aprendi a lutar enquanto tiver algo que me prenda a essa pessoa, ou enquanto houver alguma base que me faça ganhar forças para tal. Mas a vida ensinou-me que desistir não é para os fracos, mas sim para os fortes que tomam essa atitude na hora certa e que deixam esse turbilhão de sentimentos que nos tira a estabilidade diária.





"Às vezes nós desistimos de algumas coisas mesmo elas significando muito para nós. Desistimos por medo ou simplesmente porque não suportamos mais viver com aquilo."


2 comentários:

Raquel disse...

Sabes perfeitamente que nós só somos felizes com este monte de insultos uma à outra *.*
E eu não disse que pediste, mas chegaste-te a queixar, e já tinha saudades destes miminhos :)
E eu sou uma fixe a editar fotografias, e ainda bem que gostaste *.* e também te amo muito e tenho muitas saudades tuas *

Raquel disse...

Nunca me vou esquecer de nada que é nosso. E eu não sou chata :( tu é que és arrogante e uma porca, mas adorooooo as nossas idas no bus, as nossas aulas, adoro tudo, tu sabes :)
Amo-te muito e és linda * <3
E já agora este blog, está tão lindoooooooo ohhh :) ahah