domingo, 3 de julho de 2011

rotina.

Entram nas nossas vidas com tudo o que nós precisamos, nos primeiros tempos temos aquilo que já não tínhamos há algum tempo! Dão-nos o carinho que andávamos a necessitar desde à muito e nunca, nunca nos falham por nada.
O engraçado, é que toda essa linda história dura uma semana e no momento a seguir, já os começamos a sentir distantes e cada vez mais. Quando já tínhamos o coração aos pulos só por recebermos uma mensagem deles, agora já ficamos com o coração todo apertadinho com medo do que eles nos possam dizer e acaba sempre da mesma forma.
No inicio, parecem sempre diferentes dos outros todos e no fim acabamos por perceber que não passou tudo de uma farsa, e que ainda conseguem ser mil vezes pior do que o nosso ex-namorado que nos levou aos extremos!
E depois? Depois acabamos por ficar igual ou pior do que da última vez, pois dão-nos tudo e no fim vão-se embora e ficamos sem nada, de cabeça completamente perdida e com os pés a flutuar, pois não os conseguimos manter assentes na terra.
Parece impossível, mas tenho a certeza que muitas pessoas se vão ver nesta pequena história, e o que magoa mais, é que nunca nenhum nos pediu desculpa por nos ter feito tão mal e quando o fazem no instante a seguir já nos estão a fazer o dobro.
O que não me mata, torna-me mais forte, tenho dito!



As  paixões cegam. O verdadeiro amor nos tornam lúcidos."
(Autor desconhecido)"

2 comentários:

Raquel disse...

Vais passar por cima disto * e eu tenho dito que não te vou deixar por nada deste mundo! E vou-me certificar que estás feliz e que a partir daí vais sê-lo sempre. O meu dever é cuidar de ti, e garanto-te que a partir disto, não vou deixar que te magoem mais. Porque sabes que me pertences. Que quando estás mal, o meu coração fica apertadinho e sente uma vontade enorme de te puder dar tudo o que precisas. Mesmo sem saber como. Palavras básicas já não te dizem nada, e eu bem entendo isso * por isso estou aqui sempre que precisares de desabafar e sempre que me pedires a opinião* amo-te melhor! és FORTE lembra-te disso*

Anónimo disse...

Este texto lido enquanto se ouve esta música devia fazer reflectir muita mas muita gente, é pena haver gente sem sentimentos!
Concordo plenamente com o que tens publicado no teu blogue!

Ass: Tiago Duarte